"O gato é uma lição diária de afeto verdadeiro e fiel. Suas manifestações são íntimas e profundas. Exigem recolhimento, entrega, atenção." (Artur da Távola)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Dia de Mudança (Em 04/12/2010)

Amigatinhos, hoje foi um dia muito estressante para mim, e acho que para toda minha família também. Foi dia de mudança! Sim, lembram que expliquei aqui que minha mamis andava ocupada porque estava preparando nossa mudança de casa? Então... Foi hoje. O problema, é que para isso, ela levou a mim e a minhas irmãs para a casa da minha avó, achando que assim iria nos estressar menos. Minha irmã Mel, sei que nem se estressou, pois como ela já morou lá, se sentiu em casa. Fora que ela é uma fera, então não tem uma gota de medo dos gatos ou dos cachorros da minha avó, e faz todos correrem com medo dela. Kkkk. Minha irmã é imbatível! Já minha irmã Rubi, ficou bem receosa, mas conseguia se defender e se esconder nos lugares mais legais. Quanto a mim... Tadinha de mim, não é, amigatinhos. Como eu ia ficar numa casa onde nunca havia andado, cheia de gatos e cachorros, e sem enxergar nada? Fiquei amuada, né? Não gostei! Passei o dia inteiro escondida e tensa. Não consegui comer, fazer minhas necessidades, e nem dormir direito. A verdade é que fiquei com muito medo daqueles barulhos estranhos, e tudo o mais.
Minha mamis chegou só a noitinha pra buscar a gente, e mesmo assim ainda ficou lá um bom tempo conversando com a família humana dela. Sabe como é, né? Cheio de gente, fica aquela bagunça! Mesmo assim minha mamis percebeu que eu estava tensa, e resolveu me tirar do esconderijo, pra que eu fosse comer, mas logo que eu tentei sair do lugar, veio um dos meus primos (gatinhos da minha avó), e me deu um tapa! Minha mamis brigou com ele e me pegou no colo. Me atraquei no pescoço dela, e garanti que dali ela não ia me tirar. Aí sim consegui relaxar, e até dormi um bocado.
Só que não acabou por aí, né? Mais tarde fomos para a casa nova, e aí... Haja “cara na parede”, “cara na cadeira” e onde mais eu pudesse esbarrar. Amigatinhos, tudo novo, vou ter que aprender tudo de novo! Que coisa! Mas tudo bem, eu já percebi que tem bastante espaço, e vou conhecendo aos poucos, afinal, se mamis nos trouxe pra cá, é porque era melhor assim, pois a mãe da gente não faz nada pro nosso mal, muito pelo contrário, não é mesmo?
Lambeijocas pra vcs.

Eu em um cantinho da casa nova.

Um comentário:

Heloize Tavares disse...

Tadinha... espero que já tenha se adpitado melhor a nova "casinha"