"O gato é uma lição diária de afeto verdadeiro e fiel. Suas manifestações são íntimas e profundas. Exigem recolhimento, entrega, atenção." (Artur da Távola)

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Virei fã!

Amigatinhos, vejam as gêmeas do nado sincronizado, elas nos adoram, gatinhos e gatinhas! E ainda dizem que viciamos os humanos em nós! Fiquei toda orgulhosa. Miaaaauuuuu! Adorei a matéria, e virei fã delas! Vejam só!

Gêmeas Bia e Branca Feres apresentam seus seis gatinhos e dizem: 'Gato vicia'

Todos os animaizinhos das irmãs foram achados na rua após serem abandonados.
Juliana Maselli Do EGO, no Rio


Marcos Serra Lima/EGO

Bia e Branca Feres posam para o EGO com seus três primeiros gatos, os irmãos Márcia, João Paulo e Rafael


As gêmeas Bia e Branca Feres são apaixonadas por gatos e têm seis deles em casa - todos adotados. A dupla, que atualmente está fazendo sucesso no comando do "Luau MTV", posou com os bichinhos - os irmãos Márcia, Rafael e João Paulo, Roberto, Maria de Fátima e José Bernardo - em um ensaio para o EGO e contou como cada um deles entrou em sua vida.

"Os três irmãos foram os primeiros que pegamos. Eles eram do Morro do Andaraí e ficaram sozinhos depois que a mãe deles foi assassinada com chumbinho. O Roberto estava em uma ONG, foi achado com as orelhas todas machucadas em um terreiro religioso. A Maria de Fátima era parte de uma ninhada grande e tivemos que batizá-la com o nome da nossa mãe para ela deixar a gente ficar com ela (risos). O Bernardo chegou há duas semanas e estava na Cobal do Humaitá. É o novato, mas também é o mais velho de todos", detalham as meninas, que durante todo o tempo se derretem em carinhos com os bichanos.

Além dos seis, elas também já resgataram, aproximadamente, outros dez gatos das ruas, cuidaram deles e lhes arranjaram uma nova família. Branca sonha em abrir uma instituição algum dia. Durante alguns anos, os gatos conviveram com a cocker spaniel das duas, Lady, que morreu em 2009.

Marcos Serra Lima/EGO

Roberto é 'esmagado' pelas meninas

"Gostamos de todos os tipos de bicho, mas preferimos gatos. Vicia! Você começa com um e vai pegando vários. Um cachorro dá mais trabalho que dez gatos juntos", concordam as duas, que se chamam de pai e mãe de seus bichinhos. "A Bia é pai da Márcia, do João Paulo e do Roberto e eu a mãe. Eu sou o pai da Maria de Fátima, do Rafael e do José Bernardo e ela a mãe (risos). Quero muito ter dinheiro para abrir uma instituição para gatos algum dia. Ter mais de 200. Eles sofrem muito preconceito", destaca Branca.

Carreira

À frente do "Luau MTV", as duas não podiam estar mais felizes. As gravações começaram na semana passada, e elas já receberam convidados como a banda Jota Quest e o DJ Malboro.

"Está sendo muito legal fazer o Luau, nos divertimos horrores. É o primeiro programa em que temos público, e essa interação é ótima!", comemoram as loirinhas, que após o verão retomam seu programa, "Bia vs Branca", e dizem que nunca ouviram cantada de fãs. "Acho que é porque nosso público é mais novo... Eu nunca ouvi! Mas também, sou bem distraída", assume Bia.

Devido à oportunidade, as duas saíram temporariamente da seleção brasileira de nado sincronizado, mas continuam treinando e sonham em participar das Olimpíadas de 2016.

"Não vamos sair do nado. Estamos treinando e vamos continuar participando de competições abertas. Estamos aproveitando esse momento tanto para investir na gente quanto no nado. Além disso, estamos malhando com personal e fazendo dieta, porque demos uma engordadinha. Queremos participar das Olimpíadas aqui do Rio!", anunciam.


Marcos Serra Lima/EGO

Bia e Branca com Bernardo, Roberto e Maria de Fátima


FONTE: http://ego.globo.com/

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Pet Dicas

Amigatinhos, hoje é um dia especial! Vamos começar aqui, uma coluna de Pet Dicas, onde postaremos, eu e mamis, dicas interessantes para todos os bichinhos. Não iremos discriminar gatos, cachorros, etc. Falaremos de todos, tá? E se vocês tiverem dúvidas ou dicas, fiquem a vontade para expor. Vai ser super legal! Estou animadíssima! Miaaaaauuuu!!!!
A primeira Pet Dica vai ser sobre como evitar os perigos de acidente com animais em piscinas!
Gatinho nadando. Mas não repitam isso em casa, viu, amigatinhos!

Ah, o link para a Pet Dicas está aí do lado esquerdo da página! Eheheheheh!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Solidariedade!!!! Vamos ajudar?

Olá, amigatinhos.... Certamente vocês tem visto pela televisão como está grande o número de vítimas no desastre ambiental do Rio de Janeiro. Tudo nos entristece, pois os humanos estão sofrendo muito, passando por traumas que talvez nunca mais consigam superar. Mesmo assim, pouquíssimo se ouve falar de nós, animais. Imaginem que existe em torno de 05 animais para cada pessoa, e se houveram tantas vítimas humanas, imaginem quantos irmãozinhos nosso morreram, e quantos precisam de ajuda. Graças a Deus existem os Protetores de Animais, eles nunca esquecem de nós, e estão fazendo o que podem, mas não podem tudo, certo? Assim, só nos resta ajudar. Por isso estou aqui hoje, para divulgar essa matéria abaixo, onde constam Contas Bancárias e e-mails, onde podemos doar alguma quantia de dinheiro ou mesmo nos comunicar para sabermos como fazer mais. Vamos nos unir e fazer alguma coisa! Assistir na TV e chorar não vai ajudar a resolver nada! Mão na massa, amigatinhos! Peçam para seus papis e mamis colaborar como puderem! Lambeijocas!!!!

Após chuva, mais de 150 cães são resgatados em Teresópolis

Casal encontrou com cadela depois de 4 dias em abrigo, neste domingo.
Animais são vacinados, vermifugados e recebem alimentação.

Glauco Araújo Do G1 RJ, em Teresópolis
Muitos cães foram abandonados por moradores das cidades atingidas pelos alagamentos e deslizamentos de terra, desde terça-feira (11), quando uma forte chuva provocou destruição na Região Serrana do Rio de Janeiro. O pânico e o desespero para se salvar fizeram com que muitos animais de estimação fossem deixados para trás.

Em Teresópolis, cerca de 150 cachorros foram encontrados com ferimentos, soterrados ou presos nas casas atingidas. Esse foi o caso de Daniel Ferreira Mendonça e Maria Ferreira Yoros, que moram no Bairro Caleme, uma das áreas mais atingidas pela enxurrada em Teresópolis. “Saímos correndo de casa sob o risco de desabamento e a deixamos lá, pois não dava para levá-la junto.”
Mendonça disse que, depois de ter o acesso a sua casa liberada pela Defesa Civil, voltou para ver Dara, sua cadela de estimação. “Para nossa surpresa, ela não estava mais lá. Não Sabemos se fugiu ou a levaram embora”.
Casal reencontra cão - chuvas Região Serrana Rio
Casal reencontrou a cadela Dara no abrigo
(Foto: Glauco Araújo / G1)
A sorte dele é que Dara foi levada por voluntários para o abrigo da Organização Não-Governamental (ONG) Estimação, no Bairro Meudon. “Viemos tentar a sorte e ela [Dara] estava lá. Quando nos viu, começou a chorar. Nem precisamos de documentos para provar que somos os donos dela, pois foi Dara que nos reconheceu no abrigo”, disse Maria.

Depois de quatro dias hospedada no abrigo para cães, Dara ganhou uma coleira nova, novos potes de água e comida e um saco de ração.

Adoção
Segundo o biólogo Guilherme Andreoli, do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Teresópolis, a maioria dos cães levados para o abrigo é colocado para adoção. “Já concretizamos mais de 20 adoções, mas precisamos que mais cães sejam adotados. Só houve um caso de um beagle abandonado, que foi adotado e o dono apareceu depois pedindo pelo cão. Aí o processo adotivo foi cancelado e o beagle voltou para seu antigo dono.”
Voluntária passeia com cão em abrigo - Chuvas Região Serrana
Voluntária passeia com cães em abrigo
(Foto: Glauco Araújo / G1)
Todos os animais, logo que chegam ao abrigo, passam por triagem para avaliação veterinária. “Temos voluntários da área médica veterinária, incluindo estudantes e professores, que fazem a análise de possíveis fraturas, lesões, ferimentos e estado geral de saúde do cão. Eles são vacinados e vermifugados. Em seguida, se for o caso, o animal faz raio-x ou é medicado até se recuperar totalmente”, disse Andreoli, que está ajudando a ONG Estimação.

Passeio antiestresse
Entre os trabalhos feitos pelos voluntários no cuidado com os cães abandonados está terapia anti-estresse. “É normal, até mesmo pelo que passaram, que os cães fiquem estressados, ainda mais agora que têm de conviver com outros cães que nunca tinham visto. Uma das saídas para isso ;e levar cada um dos cachorros para passear”, afirmou Andreoli.

A aposentada Clarice Trindade, 66 anos, veio do Rio de Janeiro para acompanhar a filha, que se voluntariou para cuidar dos cães abandonados, e de quebra passeou com vários cães pelo Bairro Meudon. “Já saí com seis cachorros. Eles ficam relaxadinhos. Eu fico feliz e o cachorro fica sem estresse.”

A voluntária Terezinha Gaia, 60 anos, descobriu, ao passear com uma cadela, o nome de sua nova companheira de coleira e a história dela. “A Bolinha, como é chamada pelos funcionários de uma loja de material de construção, dormia no prédio deste estabelecimento. Eles me disseram que ela tinha sumido no período da chuva.”

Segundo Terezinha, a cadela tinha tido filhotes há poucos meses e ainda estava amamentando a cria. No abrigo, ela virou ama de leite de oito filhotes abandonados. Bolinha está na fila de doação.
Para Rogério Franco, dono do Canil Bom Retiro, que também, funciona como hospedagem para cães, o importante é tirar os animais das ruas para evitar problemas de zoonoses. “O cuidado com esses animais evita doenças e problemas sanitários. Eu, por exemplo, não pude aceitar o pedido de donos de cães, que perderam suas casas, para abrigar o animal no meu canil. Não tenho água e isso é essencial para lavar o espaço usado pelo cachorro e também para manter a hidratação.”

Os abrigos pedem doações de ração úmida (daquelas em lata), ração comum, panos velhos, jornais, papelão, focinheiras, coleiras e cercadinhos de arame para separar os animais.

Veja como ajudar os animais
* Pelo Próximo e Clube do Totó
Postos de Coletas no Rio de Janeiro:
Flamengo: Rua Correa Dutra-99/loja5
Méier: Carla Bello -8829-9026
Copacabana: Loja Bicho Bacana- Rua Sta. Clara, 110
Lojas Patas & Penas: Botafogo, Urca e Norte Shopping
Gávea: loja Pet Gávea- R. Marquês de São Vicente
peloproximo.blogspot.com

* Suipa
Sociedade União Internacional Protetora Dos Animais – Banco Itaú
Agência: 0584
Conta Poupança: 54979-4 / 511 (complemento)
CNPJ é 00.108.055/0001-10
www.suipa.org.br

* Univida
Instituto Univida de Proteção Animal
Banco Itaú
Agência: 6542
Conta corrente: 06841-3
www.univida.org.br

* Estimação
Banco Bradesco
Agência: 2801
Conta Corrente: 5177-2
www.estimacao.org.br

* WSPA (Sociedade Mundial de Proteção Animal)/Defensores dos Animais
CNPJ: 04.363.242/0001-09
Banco Bradesco
Agência: 0279
Conta-poupança: 172813-0
http://www.wspabrasil.org/


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Novo irmão (ou irmã)!!!! ( Em 12/12/2010)

Amigatinhos, temos uma ótima novidade! (Ai, estou muito empolgada!) Mamis disse que apareceu um gatinho(ou gatinha) na casa da minha vovó. E o que temos com isso? Mamis vai trazer ele pra cá! É, a casa está muito vazia só com 03 meninas. Eheheheheheh! Só tem um porém: vai demorar um pouquinho! É que o gatinho está muito assustado, até tentou morder o papis quando ele foi tirar o danado de dentro do motor do carro da minha avó. Aí minha mamis resolveu deixar ele lá, porque aqui em casa ainda estamos “acampados”, como ela diz, e ele teve que ficar em um quarto escondidinho e isolado, para ir se acostumando e se acalmando aos poucos. Ai, estou ansiosa para conhecer meu novo irmão! Ah, ele é um siamês, e o nome é Céu! Foi Mamis que escolheu, sabe porque? Porque ninguém sabe de onde ele veio, se pelo muro, se pelo portão... Então, caiu do Céu! Rsssss. Ah, e também porque ainda é pequenininho e ela ficou com medo de fazer com ele o que fez comigo, colocar o nome de outro sexo, então colocou um nome unissex. Essa minha Mamis tem cada uma! Mas eu até que gostei, e vocês?

Falando dos Primos Caninos (Em 10/12/2010)

Amigatinhos, imagino que estejam ansiosos para saber qual o resultado do exame de sangue do meu primo Gibran, que estava com suspeita de cinomose, então estou aqui para comunicar a vocês que o exame não foi preciso, ou seja, nem confirmou nem excluiu a possibilidade de existir a doença, e segundo a Vet., é normal que isso aconteça. Assim, como forma de prevenção, a Dra. indicou um tratamento intensivo, a base de muitas vitaminas e muito carinho, e só depois de 60 dias é que ele poderá ser considerado curado. Bem, eu achei uma ótima notícia, pois significa que ele tem grandes chances.
Enquanto isso, posto aqui um videozinho para que vocês vejam como o Doug e a Mina estão bem a vontade aqui em casa.


video
Bonitinhos!
E por enquanto eles terão que brincar sozinhos mesmo, pq eu até que dou umas farejadas neles, mas não quero muita intimidade, não.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Novas visitas (Em 09/12/2010)

Amigatinhos, hoje foi mais um dia de preocupação para a mamis, pois minha vó ligou avisando que um dos cahorros dela não estava bem, então minha mamis foi lá pra levar ele ao veterinário. Deixe estar que foi a primeira vez que ela foi na clínica após perdemos meu irmão Dudu, e por isso também, quando o Dr. avisou que provavelmente meu priminho está com Cinomose, ela chorou bastante, pois eu não sei se vcs sabem, mas essa é uma doença muito grave e contagiosa entre os cães. Se vcs tiverem irmãos ou priminhos cachorros, pesquisem sobre o assunto, viu? Até mesmo pq além de grave e contagiosa, a doença pode ter cura, embora o melhor remédio seja a prevenção, que são as vacinas anuais, que inclusive nós gatinhos temos que tomar. Ah, e tb só é prejudicial para cachorros, viu?
Enfim, como minha avó tem 03 cachorros, mamis teve que trazer os outros 02 para nossa casa, pq embora dificilmente eles não tenham pego a doença, é melhor prevenir, não é mesmo? Assim, amigatinhos, meus 02 priminhos ficarão aqui em casa por mais de um mês, que é o tempo deles tomarem a primeira e segunda dose das vacinas que protegerão eles da cinomose. Quanto ao nosso outro priminho, amanhã ele fará exame de sangue pra constatar se realmente tem cinomose.
Abaixo coloquei fotos deles aqui em casa. É a Mina e o Doug. A Mina é a magrinha e pelada, ela estava sendo maltratada e foi resgatada pela minha mamis, e o Doug é o peludinho, que veio diretamente da terra de São Francisco(Canindé), e já está na família há 11 anos, aliás, ele era da mamis, mas vovó não deixou ela trazer conosco depois que casou.
Mina e Doug tirando um cochilo
Acho que teremos boas aventuras para contar nos próximos dias. Ehehehehe. Lambeijocas pra vcs.